Perguntas Frequentes

Quais os cursos que a Sistêmica Consultoria oferece?

Ofereceremos os Cursos Pós-Graduação Especialização Lato Sensu Sistêmica Fenomenológica Familiar e Pedagógica, iniciando o 1º módulo Familiar que será realizado em Brasília, na Casa de Oração das Irmãs Salesianas – 911 Norte, em frente ao colégio Sta. Dorotéia, no período de 12 a 16 de junho de 2018, com o casal de Docentes Internacionais Jakob e Sieglinde Schneider (Alemanha) e dois Docentes Nacionais: Reginaldo Teixeira Coelho (Regis) e Dagmar Ramos. Havendo interesse, os alunos que concluírem a Familiar poderão fazer uma segunda pós-graduação aproveitando os créditos dos quatro módulos dos núcleos comuns, com a conseqüente redução dos custos para os módulos quatro módulos especializados.

Qual o objetivo do Curso?

Habilitar profissionais e gestores no desenvolvimento e na prática da Sistêmica Fenomenológica Familiar e Pedagógica, possibilitando que atuem em sessões individuais e/ou de grupos, na perspectiva de garantir ações humanizadas e integradas de melhor qualidade.

Quem pode participar do curso?

Profissionais que já concluíram a graduação. Em qualquer área do conhecimento.

Quais os benefícios e resultados para o Aluno/Profissional?

Os Cursos de Especialização Sistêmica Fenomenológica Familiar e Pedagógica proporcionam aos profissionais uma compreensão dos sistemas complexos que decorrem dos relacionamentos do indivíduo na família, na organização, na escola, na sociedade e/ou na rede social. Portanto, facilita a participação em equipes interdisciplinares, possibilitando a coerência entre reflexão e ação e, por conseguinte, facilita a busca por solução de problemas centrada no núcleo familiar, ou na comunidade escolar como um todo, e nos diversos lugares, atribuições e papéis desempenhados, e não apenas no indivíduo isoladamente. Aplicabilidade dos princípios do Núcleo Comum Específico de Sistêmica Familiar em áreas profissionais:

  • Na área da saúde, os alunos são capacitados para uma visão mais ampla da relação saúde-doença como, por exemplo, o sofrimento vivido dentro de relações facilitadoras ou impeditivas do processo de recuperação e/ou desenvolvimento pessoal e social.
  • Os profissionais da justiça, aplicando no âmbito da mediação, poderão recorrer de um instrumento facilitador no posicionamento e escolha da estratégia de ação de forma mais efetiva para a solução de conflitos, podendo antepor a mediação usando a metodologia da constelação nas conciliações contemplando os princípios da justiça restaurativa – em oposição à justiça redistributiva, punitiva – possibilitando reparação de danos causados à vítima.

O Núcleo Comum Específico de Sistêmica Organizacional traz instrumentos de gestão que superam o modelo tradicional que é fragmentado em setores estanques. Igualmente, permite uma compreensão da dinâmica grupal dentro das instituições, favorecendo a identificação das forças restritivas, que enfraquecem, e das impulsoras, que fortalecem as relações de trabalho. Questões ligadas às estruturas de poder, ao pertencimento, à hierarquia, à liderança, aos resultados e outros aspectos ligados à gestão que são ressignificados a partir da percepção sistêmica. O Núcleo Comum Específico de Sistêmica Pedagógica proporciona a mudança de paradigma na aprendizagem, ao introduzir os princípios do sistema familiar, cultural e social no processo de assimilação do conhecimento pedagógico sistêmico e na mudança de paradigmas da educação. Dessa forma, os Cursos de Especialização Sistêmica Familiar, Organizacional e Pedagógica proporcionam trabalhar os vínculos e as dinâmicas que permeiam as relações nas famílias, nas organizações e na comunidade escolar. Capacita e aprimora as competências técnicas, qualificando os profissionais para os processos de trabalho, na perspectiva das mudanças necessárias, objetivando a melhoria da qualidade de vida da população.
Esse conhecimento e os instrumentos de intervenção representam uma forma de “empoderamento” profissional e pessoal. Habilitam os profissionais no fortalecimento da capacidade gerencial e na formulação de políticas públicas, tendo em vista que a abordagem sistêmica está centrada em práticas integradoras no panorama da estrutura familiar, no desenvolvimento organizacional e no âmbito pedagógico escolar. Prevê o desenvolvimento de uma relação humanizada, sustentada e participativa, sincronizando os conhecimentos científicos e fenomenológicos. O aluno habilitado terá ferramentas diferenciadas para incluir no seu repertório de atendimentos individual ou de grupo, consultoria e coaching. Usará o método inovador das constelações para diagnósticos, ampliando o horizonte dos conhecimentos e informações, ampliando sua consciência pessoal, a consciência de clã familiar e social. No caso particular da saúde, coloca-se o desafio de promover a intersetorialidade, utilizando como referencial as bases conceituais de promoção da saúde, conforme recomendações da Organização Mundial da Saúde, que embasaram a implementação do Programa de Saúde da Família e outros programas institucionais como o de Saúde e Educação no âmbito escolar na Atenção Básica, promovendo a saúde e prevenindo doenças no atendimento do Sistema Único de Saúde – SUS. Neste sentido, grande avanço será possível a partir da inclusão das constelações na Política Nacional de Práticas Integrativas Complementares – PNPIC. As dinâmicas utilizadas nos Cursos propõem interagir em grupos, com impacto nas mudanças e no desenvolvimento humano, contribuindo para a reflexão/ação diante da vida e do trabalho, nas dimensões do processo da evolução pessoal, profissional, familiar e social. Os Cursos oferecem referenciais do paradigma e dos princípios sistêmicos visando apoiar, dar assistência e fazer intervenções nos processos individuais de grupos. O aluno ao final dos Cursos será capaz de assumir posições estratégicas e contribuir para o alcance de resultados nos sistemas familiar, organizacional e/ou pedagógico, em conformidade com os objetivos estratégicos do sistema. No âmbito institucional, o aluno poderá contribuir na proposição de políticas, diretrizes e práticas para as áreas de desenvolvimento social e de gestão de pessoas, que qualifiquem a relação humanizada no ambiente do trabalho. Os Cursos proporcionam, ainda, recursos para o fomento de estudos, pesquisas, projetos e intercâmbios, bem como a cooperação técnica nacional e internacional dessa abordagem e da metodologia da “constelação” no Brasil. Os Cursos titulam o formando em profissional “Especialista Sistêmico Fenomenológico – Constelador” em conformidade com as modalidades Familiar, Organizacional e/ou Pedagógico. Trata-se de uma certificação pioneira no mundo na perspectiva de humanizar os serviços, promovendo assim o desenvolvimento de pessoas e aumentando a capacidade gerencial do Estado.

Qual a carga horária?

Os dois primeiros Cursos (Sistêmica Fenomenológica Familiar e Sistêmica Fenomenológica Pedagógica) terão início no período de 12 a 16 de junho de 2018, com término previsto para 11 a 15 de março de 2020. A carga horária presencial de cada curso é de 320 horas, complementadas com 50 horas de atividades Práticas Acadêmicas, no processo de assistência, acompanhamento, supervisão e avaliação, incluindo o Trabalho de Conclusão de Curso – TCC, totalizando 370 horas. Será ministrado ao longo de dois anos, com espaço aproximado de 2 a 3 meses entre os módulos. Está composto por 8 módulos de 40 horas, em 5 dias consecutivos, de quarta-feira a domingo, no horário de 8 às 12 e de 14 às 18 horas. Para certificação é necessário o cumprimento de 24 créditos, sendo 3 créditos por módulo presencial.

Como é o processo de assistência, acompanhamento, supervisão e avaliação

Nos intervalos entre os módulos os estudantes terão conteúdos teóricos e farão trabalhos práticos acadêmicos com exercícios sistêmicos e constelações. O grupo se reunirá quinzenalmente sob a supervisão de docentes e da coordenação local. A freqüência das Práticas Acadêmicas será registrada nos Passaportes, contando com 50 horas de caráter obrigatório. Não serão computadas horas de orientação de TCC, de estudo individual ou em grupo, sem assistência docente, nem o tempo destinado à elaboração do Trabalho de Conclusão do Curso – TCC. As Práticas Acadêmicas poderão ser realizadas em espaços institucionais como: universidades, postos de saúde, hospitais, Centro de Atenção Psicossocial – CAP, Centro de Atendimento Juvenil Especializado – CAJE, escolas, casa de abrigo, penitenciárias (saúde prisional) e outros serviços das redes institucionalizadas, ou de empresas, organizações privadas, de acordo com o contexto de trabalho dos participantes.

O Trabalho de Conclusão de Curso - TCC

O TCC deverá ser elaborado, como trabalho ou pesquisa, relacionado com a prática vivenciada pelos alunos em seus contextos de trabalho, objetivando o enfrentamento de problemas específicos dos serviços, de modo que, ao atuarem sobre tais problemas, estejam construindo novas perspectivas para suas práticas de assessoramento, gestão, assistência, aconselhamento pedagógico e outras.

Qual a metodologia do curso?

No contexto da execução dos Cursos serão utilizados os seguintes princípios metodológicos andragógicos:

  • Marco teórico da Educação Permanente;
  • Método promotor do protagonismo, da autonomia, da criatividade e da ética humanizada;
  • Metodologias interativas, colaborativas e proativas orientadas para soluções que propiciem a construção coletiva e a socialização do conhecimento, com desenvolvimento de um Trabalho de Conclusão de Curso – TCC voltado para a prática;
  • Processos de vivência, a articulação teoria-prática, em um processo contínuo de reflexão-ação sobre os conteúdos técnicos e a prática do trabalho.

 

A metodologia é essencialmente teórico-vivencial em todas as fases do desenvolvimento da aprendizagem. O aluno desenvolverá suas competências adquirindo os novos conhecimentos por meio da prática coerente com a essência dos Cursos. Neste sentido, o estudante é o sujeito protagonista do processo de aprendizagem e o professor é o facilitador, possibilitando o aperfeiçoamento contínuo das atividades, conhecimentos e habilidades. A metodologia orienta os alunos a selecionar e a adequar criticamente os seus próprios recursos para trabalhar individualmente e em grupos, o que facilita o desenvolvimento dos seus próprios métodos de estudo. Desta forma a metodologia coloca em prática os conteúdos programáticos por meio da construção do processo de assistência, acompanhamento, supervisão e avaliação. O formato metodológico dos Cursos permite a sua execução em dois anos e, consequentemente, reduz os custos, favorece a participação de um número maior de alunos e impacta positivamente na viabilidade econômica. Brasília/DF será sede anfitriã acolhedora dos Cursos presenciais de Sistêmica Fenomenológica Familiar e Pedagógica. Essa estratégia permite descentralizar responsabilidades e possibilita um número maior de alunos por turma reduzindo os custos operacionais da logística. Por outro lado, agrega valor aos Cursos e ao trabalho, pois se cria um clima rico de troca de experiências, o que contribui e fortalece a tendência de expansão e socialização do conhecimento sistêmico fenomenológico na América Latina, em especial, no Brasil, onde os treinamentos e eventos são centralizados nas regiões Sudeste e Sul. É a primeira vez no Brasil que a Sistêmica Fenomenológica (mais conhecida como Constelação Familiar, pelo trabalho de Bert Hellinger e seus colaboradores) formata oficialmente este Curso de Especialização reconhecido pelo MEC.

Período do curso?

O projeto do curso prevê a realização de 320 horas presenciais, teóricas e 50 horas práticas acadêmicas com supervisão de docentes. Com este formato, a execução do curso poderá ser desenvolvida num período de dois anos e, conseqüentemente, reduz os custos, possibilita um maior numero de alunos e impacta positivamente na viabilidade econômica.

Corpo Docente

Internacional – Os Cursos serão dirigidos por uma equipe de professores convidados, consultores internacionais, docentes europeus, norte-americanos e latino-americanos, que ministram cursos em 28 países, inclusive no Brasil.

Professores, doutores, mestres e especialistas com ampla experiência acadêmica, profissional, clinicam e empresarial em “Sistêmica Fenomenológica Familiar, Organizacional – Soluções em Consultoria e Coaching e Pedagógica – Paradigma inovador da Educação no âmbito Escolar”.

Nacional – Professores com reconhecida experiência profissional e/ou terapêutica atuando na rede pública e privada, em nível nacional e internacional. Serão responsáveis pelo processo de assistência, acompanhamento, supervisão e avaliação dos estudantes. Destes, 54% são doutores e mestres, e 46% especialistas e graduados cumprindo exigências do MEC.

Coordenação do curso?

A coordenação técnica nacional caberá à socióloga, especialista em Saúde Pública, Miriam Coelho Braga, de Brasília sempre apoiada por docentes consultores internacionais e nacionais especialistas em Sistêmica Familiar, Organizacional e Pedagógica, portadores de títulos de doutor, mestre, especialista e/ou graduado, com vasta experiência acadêmica e/ou profissional. Ainda, se necessário, a coordenação contará com apoio técnico de “docente master”, convidado para complementar conteúdo programático especializado das disciplinas.

O corpo docente internacional, nacional e o corpo discente serão convidados a firmar um “pacto ético de gestão participativa, responsabilidade social, de sustentabilidade e economia solidária ou compartilhada”, sendo que os alunos/profissionais elaborarão uma carta de intenção, na qual manifestarão suas demandas em relação à especialização.

Sistêmica Consultoria

SHIN QL 08 - Cj 07 - Casa 05
Lago Norte - Brasília - DF
CEP - 71.520-275

Tel: (61) 3577-2697
Cel: (61) 9 9223-5685

Siga a Sistêmica

Translate »

Pin It on Pinterest

Compartilhe

Envie este conteúdo para interessados

WhatsApp chat